Escola Profissional de Cuba

Escola Profissional de Cuba é propriedade do Centro de Estudos e Formação Profissional Diogo Dias Melgaz, Unipessoal, Lda., e foi criada a 20 de maio de 2008, pela Câmara Municipal de Cuba.
Está sediada na Alameda Bento de Jesus Caraça, em Cuba, e encontra-se creditada para lecionar cursos profissionais de nível II, III e IV.
Apesar de existir há relativamente pouco tempo, a EPC detém uma longa experiência na área do ensino profissional por ter sido pólo da Escola Profissional Fialho de Almeida até ao ano de 2008.
É uma instituição de reconhecida importância no contexto geográfico em que se insere, que visa formar jovens que venham a dar resposta às necessidades económicas, sociais e culturais da região e do país.
Trata-se de uma Escola com um projeto seguro, aliado a uma prática de permanente inovação, o que lhe é facilitado por deter um corpo docente, na sua maioria, estável, já conhecedor do contexto socioeconómico e detentor de skills capazes de formar jovens – futuros profissionais competentes – e que se tem afirmado no terreno pela dedicação à causa do Ensino Profissional através do seu elevado nível de profissionalismo.


Partilha:

Atividades EPCuba

Contextualização de  Atividades na EPCuba

A Escola Profissional de Cuba, é uma Escola, com cerca de 200 alunos, que nos últimos anos tem vindo a ministrar cursos profissionais nas áreas da Multimédia, Audiovisuais, Desporto, Auxiliar de Saúde e Apoio à Infância.

Atua junto de uma Comunidade de Alunos, que, ou não se encaixa no Ensino Tradicional Científico ou deseja evoluir para uma Via mais Profissionalizante. 

Alunos que nos chegam à EPCuba na generalidade das vezes, incompatibilizados com a instituição Escola  e para quem a Escola no seu geral nada representa, em consequência dos seus contextos Socioculturais, de que não se pode retirar a marginalização a que estas populações do interior estão votadas.   

Desde há muito que a EPCuba, entendeu que era necessário Construir Cidadãos na sua Plenitude. Era necessário Fazer Acreditar aos Alunos, que era possível concretizar Sonhos, e desta forma ajudá-los a acreditarem em si, e capacitando-os de que é também possível intervir na Sociedade que os rodeia.

Assim,  a EPCuba começou a desenvolver um Conjunto de Atividades, tornando esta Escola numa Escola Ativa, Atuante, Presente e Envolvente.

Atividades muitas delas Ousadas comportando um elevadíssimo risco de insucesso, ampliado pela Localização da Escola. Porém,  Atividades todas elas que se traduziram em Sucesso.

A Força de Acreditar, de Querer, fizeram desta Escola, uma Escola Timoneira na Realização de Atividades Pioneiras e únicas, se não no país, pelo menos na Região Sul.

Se é a Primeira vez que está em contacto com a Página de Internet da EPCuba, convidamo-lo a que descubra algumas das nossas Atividades realizadas num passado Próximo. Quanto a Você que já nos conhece, que sabe quem nós Somos, reveja aqui o mais importante do nosso Trabalho.

  • Entrevista à Antena 1

Você não conhece a EPCuba? Não sabe o que fazemos, nem quem Somos? Veja o filme que se segue, numa Entrevista à Antena 1:

  •  Testemunhos Ex-Alunos

Melhor do que nós para falar de nós, são os Nossos Ex-Alunos. Veja estes Testemunhos:

Helena Coelho – O Meu Top7

Ana Barrocas – “A EPCuba é uma família” 

Maria Calado – “Família” 

 

Partilha:

Filmes EPCuba

  •  “É TOMANU NO TERRA”

“Um Grande Filme”… É Esta a reação de muita gente, à Curta-Metragem  lançada em Dezembro de 2019, de mais um Filme da EPCuba, que já conta no FB, com cerca de 10.000 Visualizações e está a Concorrer e Inscrito em Alguns Festivais Internacionais de Cinema.

Sinopse:

“É Tomanu no Terra”, é um filme de Amor.

Um filme onde a orquestra de Sentimentos e Vida se interliga com o desafinamento das características mais bárbaras que o Ser Humano carrega: A Ganância e o Egoísmo, e por consequência a Morte.

João deslocava-se com frequência a África, à aldeia de Mutubu com o único objetivo de enriquecer a sua coleção de Minerais. A sua Paixão.

Numa dessas deslocações, é surpreendido pela força da Ganância e pela ferocidade do Egoísmo, que ditaram a sua Lei. A Aldeia é massacrada. Na fuga acolhe Maria dos braços de sua mãe. Ganhou uma filha. Cuidou-a com Amor e no Respeito pelas suas Tradições e Cultura.

Carla, irmã de Maria filha de João, ambiciona um Mundo onde o respeito pelo Ambiente seja a regra e não a exceção. Junta amigos, mobiliza a população e força o Governo a tomar medidas. Mostra que a Atitude, a Iniciativa e a Seriedade de uma Causa, que quando Justa, seja ela qual for, e sejamos nós quem sejamos, são uma bandeira que devemos erguer, mesmo que contra a torrente do Mundo.

Maria descobre a História do seu passado. Volta a África. Curva-se à memória de sua Mãe e do seu Povo.

“É Tomanu no Terra”, mais do que um filme é um incentivo ao Amor. Ao Amor do Outro pelo Outro. Ao Amor do Outro pela Natureza. Ao Amor pela Vida.

Veja o Filme:


“ESCRAVIDÃO”

Escravidão (Aluna Aura Santos – 2.º Ano de Técnicos de Audiovisuais – 2018-2021). Nomeado para Melhor de Animação – Ensino Secundário, do AÇÃO06! – Festival de Vídeo Escolar, dos XX Encontros de Cinema de Viana.

Veja o Filme:

 


“A VIDA”

A VIDA (Aluno José Calhau – 2.º Ano de Técnicos de Audiovisuais – 2018-2021).

 

Veja o Filme:

 


“CONTOS DE ESPERANÇA”

“Cada Ser Humano é um Universo que Cintila nas Torrentes do Tempo”,

Veja o Filme:


 

Partilha: